quarta-feira, abril 04, 2007

Cartoons do ano em Sintra

A 3ª edição do World Press Cartoon (WPC), o único salão internacional de banda desenhada a nível mundial, tem a concurso 403 trabalhos de 286 cartoonistas. O ponto alto do WPC será a atribuição dos prémios nas três categorias que compõem o salão - cartoon editorial, caricatura e desenho de humor - a 13 de Abril, às 21H30, no Centro Cultural Olga Cadaval. Imediatamente depois da gala de entrega de prémios, segue-se a inauguração da exposição "World Press Cartoon", com os 403 trabalhos, de cartoonistas de 56 países, que ficará em Sintra até 13 de Maio. Tendo como Presidente o cartoonista António Antunes, o júri é constituído por Ann Telnaes, detentora de um Pulitzer em 2001 (com trabalho publicado em inúmeros jornais de referência e premiado em diversos certames internacionais), por Alain Grandremy, pelo canadiano Guy Badeaux e pelo japonês Norio Yamanoi. Pelo mundo, a digressão desta exposição já está assegurada em Bruxelas, Barcelona, Buenos Aires e em várias cidades asiáticas. Dignificar o cartoon é o grande objectivo desta 3ª edição do World Press Cartoon, responsabilidade acrescida uma vez que se trata do único salão do mundo exclusivamente dedicado a profissionais de imprensa no qual participam cartoonistas dos cinco continentes.

1 comentário:

João Villas e Reis disse...

A gala de entrega dos prémios foi bastante mais fraca do que nos anos anteriores. O que se torna contraditório, pois este ano teve mais cartoons, mais cartoonistas e mais público a assistir, e a gala foi pior... Contudo julgo que houve menos intervenção por parte do público, mas maior interacção com o mesmo - através do ilusionista Luís de Matos (interacção que não apreciei pessoalmente). A exposição estava bastante mais interessante, e este ano, com um primeiro prémio entregue a uma portuguesa, Cristina Sampaio, bastante emocionada... Penso que estas iniciativas são bastante importantes no nosso Concelho, pois o espaço do CC Olga Cadaval é um dos melhores do país e não é aproveitado ao seu máximo.